Nipo Brasil - o jeito brasileiro de ser japonês

O imigrante japonês Luis Senzo Naka comemora junto com filhos e netos seus 93 anos. Ex-pescador de pérolas em Okinawa Luis Senzo migrou para o Brasil em 1928, em busca do „Eldorado“ nos cafezais paulistas. No Brasil se casou com a japonesa Maria Yaeko, com quem teve 10 filhos. Seu sonho de voltar para o Japão foi ficando cada vez mais inviável. Já o seu filho Juaquim cresceu em mundos opostos: em casa recebia uma educação japonesa; na rua tinha que ser brasileiro. Juaquim se casou com Laís, uma afrodescendente, e educou seus filhos dentro da cultura brasileira. Porém justamente a terceira geração de imigrantes japoneses é que volta a criar laços culturais fortes com o Japão. Eles viajam para o país de seus ancestrais como trabalhadores dekasseguis, renovando a ligação cultural entre Brasil e Japão.